17 abril 2017

[Devocional] O que é o amor?

Diante dos últimos acontecimentos que tornaram-se públicos nas mídias sociais,  comecei a refletir porquê algumas mulheres apesar de sofrerem humilhações públicas/privadas continuam a aceitar os maus tratos.

Conversando com algumas pessoas e lendo também, obtive várias teorias: dependência física/emocional/financeira e/ou cegueira (você não enxergar aquilo que realmente acontece com você e a sua volta).

Algumas mulheres que sofrem dizem ‘mas eu também faço isso/aquilo...’ como se houvesse justificativa para qualquer tipo de mal trato. Não querida, não há justificativa para seu sofrimento e nem qualquer tipo de agressão, Deus não nos fez inferiores aos homens e nem dignas de sofrimento. Tem uma passagem na bíblia que gosto muito, ela demonstra a atenção, consideração e amor que Jesus Cristo tratou uma mulher. A passagem a qual me refiro é sobre a mulher samaritana, que está em João 4.

Jesus e seus discípulos retiraram-se da Judéia em direção à Galileia. Para chegar à Galileia, era necessário passar por Samaria, mas os Judeus costumavam fazer um caminho diferente para evitar o território dos samaritanos, no entanto Jesus e seus discípulos fizeram diferente, eles pararam em uma cidade samaritana chamada Sicar por volta do meio dia. Vide mapa abaixo.

Fonte: http://www.missaojovem.org/biblia-online/mapas-biblicos/

Creio que tudo que acontece conosco é um plano de Deus e com a mulher samaritana não foi diferente, os discípulos de Jesus foram até a cidade comprar alimentos e Ele ficou sentado na fonte de Jacó, e então apareceu a mulher samaritana para tirar água, para a surpresa dela, Jesus pediu água, digo surpresa porque os Judeus não falavam com os samaritanos e além disso ela era mulher, não era de costume conversar com mulheres em público.

João 4:9 Como, sendo tu judeu, pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana (porque os judeus não se dão bem com os samaritanos)?

E Jesus então responde: João 4:10 Replicou-lhe Jesus: Se conheceras o dom de Deus e quem é o que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. 14: aquele, porém que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna.

Jesus tinha por objetivo salvar a alma daquela mulher para a vida eterna, Ele não parou naquela fonte e ficou sozinho por acaso, Ele sabia que a mulher samaritana iria aparecer ali para buscar água, Ele sabia da vida dela, do seu sofrimento e ficou ali, parado, ao meio dia à espera de uma mulher samaritana cheia de pecados, pronto para mostrar a ela que Ele é onisciente, o grande Eu Sou, aquele que veio para salvar e mostrar o verdadeiro amor, aquele capaz de dar a vida por nós.

Não era costume das mulheres samaritanas buscarem água no horário de meio dia por causa do sol, entende-se que essa mulher samaritana foi nesse horário para não ter contato com as outras mulheres, por conta da sua má reputação. 

A mulher samaritana pede a Jesus essa água, e Ele diz: João 4:16 ‘Disse-lhe Jesus: Vai, chama teu marido e vem cá; 17: ao que lhe respondeu a mulher: Não tenho marido. Replicou-lhe Jesus: Bem disseste, não tenho marido; 18: porque cinco maridos já tiveste, e esse que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.

Os samaritanos também estavam esperando a chegada do Messias, Jesus então faz algo muito especial, Ele se revela à uma mulher e ela crê Nele:

João 4:25-26 ‘Eu sei, respondeu a mulher samaritana, que há de vir o Messias, chamado Cristo; quando ele vier, nos anunciará todas as coisas. 26: Disse-lhe Jesus: Eu o sou, eu que falo contigo.

A mulher creu que Ele é Jesus Cristo e anunciou na cidade que Ele é o Messias.

Nessa passagem consigo perceber momentos muitos especiais:

1.     Jesus sabendo dos pecados da mulher samaritana fica à sua espera para lhe mostrar que Ele é o Messias, o Salvador de toda terra;
2.     Mesmo ela sendo pecadora e não ser aceito conversar com samaritanos e nem com mulheres em público, Cristo o fez por amor à aquela alma;
3.     Jesus mesmo sendo conhecedor de todos os atos daquela mulher, ainda assim teve compaixão;
4.     Jesus em todos os momentos a tratou com respeito, atenção e amor. 
5.     Mesmo sabendo que ela não tinha marido, esperou que ela assim o falasse, e mostrou a mulher samaritana que Ele é onisciente.

Mulheres, digo à vocês que Jesus nos amou primeiro e não há amor maior do que esse e nunca haverá. Quem morreria por você em uma cruz sabendo que você é o culpado das acusações e não ele? Quem sabendo de todos os seus pecados, todos seus pensamentos bons ou ruins ainda assim pararia para conversar com você publicamente? Quem te amaria de tal forma? Só o amor de Jesus para suportar todos os nossos pecados. Não há amor maior.

Então não permita que venham a te maltratar, invadir seu corpo e sua mente. Jesus te ama, te respeita (te deu o livre arbítrio, lembra?) e Ele quer viver a eternidade com você, Deus te criou, Ele te conhece mesmo antes de você nascer, sabe de todos os teus passos, todos teus pensamentos e Ele somente deseja que você aceite à Cristo como seu Salvador, se esta for sua vontade, afinal foi isso que Ele veio fazer, Ele veio te salvar para viver na morada do Pai eternamente.

Sempre que alguém te maltratar ou você sofrer qualquer tipo de agressão, lembre-se: Jesus Cristo me amou primeiro, morreu por amor à mim, amor maior não há. E não cale-se, denuncie e busque sempre ao Senhor, Ele preencherá o vazio que há em teu coração e sim, você viverá feliz todos os dias porque terás a certeza da salvação/vida eterna.

Que Deus esteja com vocês todos os dias de vossas vidas.




15 abril 2017

[Diversos] Marca páginas com tassel



Olá pessoal,

Hoje não trago uma resenha, mas sim um DIY (Do It Yourself) ‘Faça você mesmo’, essa é a primeira postagem de DIY no blog. No vídeo mostro como fazer um marca páginas para livros com tassel, não lembro onde vi um tassel, mas gostei muito e achei que ficaria lindo em um marca páginas, então criei um marca páginas do blog e outro sem títulos para que vocês pudessem fazer o download.
Faça o download do marca páginas clicando abaixo  

                                DOWNLOAD

Assista ao vídeo e deixe sua opinião nos comentários. O que você achou do primeiro DIY do blog?

Vídeo






 Beijos

11 abril 2017

[Resenha] Uma História Incomum Sobre Livros e Magia



Título: Uma História Incomum Sobre Livros e Magia
Autora: Lisa Papademetriou
Editora: Arqueiro
  
Resenha:
Excêntrico é a palavra que define esse livro. Ele nos conta a história de Leila, Kai e Ralph.

Ambas meninas são adolescentes com anseio de viver aventuras longe da família nuclear (pai e mãe), Kai então viajou para a casa da tia Lavínia em Houston e Leila foi para a casa dos tios no Paquistão. As meninas não se conhecem e vivem em mundos completamente diferentes, Kai gosta de música e sabe tocar violino, enquanto que Leila gosta de fazer amigos e no Paquistão fez amigos que a envolveram na aventura de caçar a mariposa real (raríssima) para o concurso na Feira de Lepidopterologia.

Os capítulos do livro são coordenados, um capítulo fala sobre a Kai e o seguinte fala sobre a Leila, e tem como título os nomes das mesmas. E vocês podem me perguntar: e onde fala do personagem Ralph. E eu lhes respondo: Aí é que a história começa!

Quando as meninas chegaram à casa dos seus parentes, Leila no Paquistão e Kai em Houston, ambas encontram um livro que chamou a atenção, o título do livro é “O Cadáver Excêntrico”. Esse é um livro mágico, com as páginas em branco, mas quando uma delas escrevia no livro a outra conseguia ler na sua edição sem nem imaginar que outra pessoa estava lendo o que ela havia escrito.

E onde entra Ralph na história? Cada vez que as meninas pegavam o livro, aparecia um capítulo novo nele que não foi escrito por elas, mas que o livro havia escrito sozinho e os acontecimentos se confundiam com os que elas haviam vivido durante o dia. E nestes capítulos novos é que surge o personagem Ralph. Que ao longo da história elas descobrem que ele não é um personagem fictício qualquer, aliás, que de fictício nada tem.

Após as meninas encontrarem o livro mágico, no final de cada capítulo a autora colocou os capítulos do livro ‘O Cadáver Excêntrico’ para nós lermos junto com os personagens, ou seja, além de lermos a história de Kai e Leila, ainda lemos o que as meninas estão lendo no livro mágico que elas encontraram.

Minhas percepções do livro são que primeiramente ele é um pouco confuso porque ele começa contando a história das meninas separadamente e por isso tive a sensação de estar lendo dois livros diferentes, mas esse era o propósito da autora, e tudo se encaixa no final da história. Apesar disto, a história flui de maneira muito natural, a leitura não é cansativa, e o fato das histórias serem contadas separadamente você fica muito ansioso para descobrir logo o ponto em que as duas histórias se encontram. A capa do livro é perfeita, em veludo. Não havia percebido isso quando comprei, mas quando vi amei. Espero que gostem e leiam o livro, deixem seus comentários.





03 abril 2017

[Resenha] Um Presente Maravilhoso



Título: Um presente maravilhoso
Autora: Max Lucado
Editora: Thomas Nelson Brasil

Este livro trata-se de várias histórias sobre o nascimento de Cristo. Apesar de o nascimento ser do natal, achei o tema bem conveniente com a Páscoa, uma vez que não há como falar do nascimento de Cristo sem falar da sua morte e ressurreição para nos dar a vida eterna.

Como outros livros do Max Lucado este, trás várias histórias sobre o nascimento em um único livro.
Uma das primeiras histórias gira entorno de um fabricante de velas que recebeu a visita de um anjo em uma madrugada, este anjo tocou em umas das velas e desapareceu. O fabricante de velas então presenteou alguém com esta vela, que a usou para orar e teve um pedido atendido, aconteceu um milagre. Desde então, todos os descentes deste fabricante de velas recebia a visita do anjo no intervalo de 50 anos, e este descendente escolhia alguém da cidade para presentear com a vela.

O casal Edward (descendente do fabricante que recebeu a primeira visita, seu avô) e Bea também fabricantes de vela, tinham vários amigos na cidade Glastone logo, escolher alguém para presentear com a vela seria algo difícil, uma vez que eles também estavam precisando da vela.

Na verdade, o que os moradores da cidade não entendiam é que a vela não era responsável pelos milagres, pelos pedidos atendidos. Objetos não fazem milagres, mantos manchados de sangue de pastores não fazem milagres, toalhas com o suor de alguém não faz milagres, pegar em alguém que se considera santo não faz milagre..Santo só o Senhor, só Ele pode fazer milagre, só Ele cura, salva, liberta e nos protege. Deus é o único como pode atender nossos pedidos de acordo com a vontade Dele. Em Salmos 20:6-7 diz: Agora sei que o Senhor salva o seu ungido; ele o ouvirá desde o seu santo céu, com a força salvadora da sua mão direita. Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus. Ainda em Jeremias 33:3 diz: Clama a mim, e responder-te-ei, anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes. Devemos confiar somente no Senhor e clamar somente à Ele, pois somente Ele pode ouvir nosso clamor, nossa oração e nos socorrer e mesmo Ele sabendo o que precisamos, pois Ele é onisciente, precisamos falar! Da mesma forma que um pai sabe que seu filho quer um brinquedo, ele quer ouvir seu filho falar o que deseja.

Precisamos nos tornar mais íntimos do Senhor. Jesus Cristo nasceu e como o autor Max Lucado disse no livro: “Ele vem e nos oferece a si mesmo como presente”, sim, Ele deu a vida por nós, morreu para que tivéssemos a vida eterna. Não precisamos mais de sacrifícios vivos, não precisamos dos sacerdotes para fazer expiação por nossos pecados, temos livre acesso ao Senhor, podemos conversar com Ele a qualquer momento, em qualquer lugar, o véu se rasgou e temos livre acesso ao Santo dos Santos (local sagrado em que Deus falava com o sacerdote e somente o sacerdote poderia entrar). Jesus veio e como um cordeiro fez expiação por nossos pecados, e desde então, se crermos e aceitarmos a Ele como nosso Salvador seremos salvos e teremos a vida eterna. Jesus disse e está escrito no livro de João 11:25-26 Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá.

Ao final da história da família do fabricante de velas, ocorre algo na vila relacionado à vela que ensina aos moradores em quem eles devem realmente crer.

Além do fabricante de velas, na segunda parte do livro temos histórias que partiram do imaginário do autor, mostrando como foi difícil para o anjo Gabriel levar a mensagem a Maria, avisando-a que ela daria a luz ao filho de Deus. Trás também histórias de superação que estão relacionadas à fé, ao amor e principalmente ao perdão.

Esse é um dos melhores livros que já li do autor, livro muito completo com histórias muito boas, enriquecedoras e que realmente nos ensinam a refletir e nos mostram como devemos melhorar muito ainda como seres humanos. Espero que vocês um dia possam ler este livro e assim como mudar ter algumas mudanças de pensamento.
_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _
Agora falando do Instagram, ele está me rendendo muitos contatos. E através dele fechei parceria com uma página de livros chamada @thainomundoliterario. Visitem meu instagram @bloglovelybooks e o instagram da minha nova parceria. 



Beijos!







31 março 2017

[Diversos] Redes Sociais

Hi everybody,

Quem me conhece sabe que não sou uma das maiores fãs das redes sociais, apesar de viver online no whatsapp XD. 

Quando criei esse blog não pretendia de forma alguma colocá-lo nas redes sociais, mas percebi que é extremamente necessário para divulgação do mesmo além do mais, é uma ferramenta ótima para manter contato com blogs literários, editoras e atualizar o mesmo de acordo com o estilo do meu blog.

Então, decidi criar a página oficial do blog no Instagram, o nome é @bloglovelybooks. Visitam lá e sigam o blog, na barra lateral direita vocês podem ver as últimas postagens lá do instagram.


Beijos, espero a visita de vocês lá.

28 março 2017

[Diversos] Indicação da Semana!

Oie!

Trouxe uma indicação da semana muito legal! É o livro ‘Para Sempre’ dos autores Kim e Krickritt Carpenter, que são os personagens principais da história baseada em fatos reais.


Título: Para Sempre
Artores: Kim e Krickritt Carpenter
Editora: Novo conceito.

Confesso que tenho uma paixãozinha por livros e filmes baseados em fatos reais, parece que tudo fica um pouco mais emocionante, não é verdade?

Quando fiz a leitura desse livro, não tinha blog ativo logo, não pude fazer resenha. O que trago aqui é um breve relato das minhas percepções.

Essa história me emocionou muito, ela conta a história do casal Kim e Krickritt Carpenter que se conheceram por telefone, ela como atendente e ele como o treinador Carpenter da Universidade Highlands comprando uma jaqueta.  Krickritt morava na Califórnia e Kim no Novo México.

Ambos se apaixonaram via telefone, eles sentiam o coração acelerar sem nunca terem se visto pessoalmente:

O que havia naquela pessoa chamada Krickitt que, de repente, fizera com que eu me sentisse como um adolescente nervoso e apaixonado? Ela era apenas uma vendedora fazendo seu serviço, e estava na Califórnia, não no Novo México, onde eu morava” (Kim – Para Sempre,p.13).

Após os telefonemas para pesquisar sobre produtos, ambos começaram a ter conversas com o objetivo de se conhecerem melhor. Com a intimidade ficando maior, ambos passaram a trocar cartas, se conheceram por fotos, e tudo acabou em casamento. Essa é uma foto do casal na vida real no seu casamento.

 Fonte: Revista Istoé. disponível em: <http://istoe.com.br/203743_MINHA+MULHER+NAO+SABIA+QUEM+EU+ERA+/>

Porém, em novembro de 1993 houve um acidente de carro em que ambos estavam, o acidente deixou uma sequela gravíssima em Krickritt, algo que mudaria a vida do casal completamente, ela perdeu a memória e não mais lembrava do seu esposo.

A partir de então, Kim começou uma batalha para reconquistar sua esposa, indo até mesmo contra a vontade dos pais dela, que viram o acidente como uma forma de afastá-los.

Essa luta exigiu de Kim muita fé, perseverança e amor. A história acabou virando um filme lindíssimo, porém como na maioria das vezes, eu prefiro o livro por ser mais fiel ao que realmente aconteceu.

Essa é uma foto do casal na vida real, com seus filhos no ano de 2012.


Fonte: Revista Istoé. Disponível em: <http://istoe.com.br/203743_MINHA+MULHER+NAO+SABIA+QUEM+EU+ERA+/>

Abaixo segue trailer do filme, espero que se você não tenha lido essa história linda, corra para ler porque é realmente inspiradora.

Abraço!

22 março 2017

[Devocional] O que falar das suas atitudes?

‘Não julgueis, para que não sejais julgados, porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós’ (Mateus 7:1).

Iremos refletir neste versículo que está no evangelho de Mateus, na continuação do sermão da montanha. Nesta passagem Jesus Cristo fala sobre o julgamento. Tenho para mim, que o não julgar ao próximo é um exercício muito difícil que devemos praticar e nos policiar diariamente.

Existe a profissão de Juiz que tem como função julgar de acordo com as leis humanas, mas não estamos nos referindo à isto. Nós seres humanos temos o hábito de julgar o próximo nas pequenas atitudes, às vezes um olhar diferente de alguém ou uma palavra mal dita faz com que nós venhamos a julgar as atitudes daquela pessoa, julgando as intenções dos corações. No entanto, somente Jesus conhece as intenções dos corações, não cabe a nós julgar, o que devemos fazer é aceitar os comportamentos alheios sem deixar que atitudes desagradáveis nos afetem e venham a fazer com que nós pequemos.

Em Tiago 3:2 diz: ‘Meus irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo. Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal varão é perfeito’. Não devemos tomar o lugar do juiz, para que no dia do julgamento nós não sejamos julgados com juízo muito maior. Não existe homem perfeito, o único perfeito é Deus, então que direito temos nós de julgar alguém por qualquer atitude que seja sendo que nós também erramos?

Em João 8:7 parte B, na passagem sobre a mulher adúltera, Jesus disse: Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. Jesus Cristo, sem pecado não julgou a mulher adúltera, Ele disse: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te e não peque mais. Se Jesus que não tem pecado, veio aqui na terra e não julgou que direito temos nós de julgar?

O dia do Julgamento está próximo (Apocalipse 20), pode ser hoje, amanhã, não sabemos, temos que ficar atentos para que não venhamos a julgar nosso próximo a fim de que naquele Grande Dia nós não sejamos julgados com o juízo muito maior. Vigiai, pois, porque não sabeis o Dia nem a hora em que o Filho do Homem há de vir (Mateus 25:13)’. Portanto, devemos ficar sempre em alerta para que nem em pensamento nós venhamos a pecar. Por que julgar o meu próximo se eu também peco? Por que tenho que comentar sobre atitudes de outrem se nem sempre tenho atitudes corretas? ‘Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e, então, cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão (Mateus 7:5)’.

Respondendo a pergunta do título, O que falar das suas atitudes? Nada tenho a falar das suas atitudes, pois elas não me pertencem, tenho as minhas próprias atitudes e cabe somente a mim responder por elas no dia do julgamento, assim como você às suas ‘De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus’ (Romanos 14:12). Desejo sinceramente que esse seja nosso pensamento diário, que nós venhamos a nos importar e ser afetados muito menos pelas atitudes alheias, uma vez que não cabe a nós julgar, não temos esse direito, todos seremos julgados e responderemos segundo nossas obras Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo’.



19 março 2017

[Resenha] Eu estive aqui

Título: Eu estive aqui

Autora: Gayle Forman
Editora: Arqueiro

Resenha:
Esse é mais um livro da autora dos best-sellers Se eu ficar e Para onde ela foi, Gayle Forman. Neste, a autora trás a estória de duas amigas, Meg e Cody. Elas eram amigas desde criancinhas, mas no término da escola as duas separaram-se, a Meg conseguiu uma bolsa integral na universidade em Tacoma, enquanto que Cody permaneceu na cidadezinha em que nasceram em Washington.

Cody é uma adolescente muito responsável que trabalha, estuda e mora somente com a mãe Tricia, ela não gosta de ser chamada de mãe. Enquanto que Meg Garcia mora com um irmão mais novo e os pais que são bem responsáveis. Devido à amizade entre as duas, Cody passa a ser parte da família dos Garcia, passando datas comemorativas importantes com eles e finais de semana. 

As amigas eram conhecidas na cidade como unha e carne, no entanto a mudança para estudar na universidade de Tacoma afastou um pouco as duas que começaram a conversar apenas por e-mail, que passaram a ser mais frios com o tempo. 

Algo de estranho ocorreu em Tacoma, Meg cometeu suicídio em um quarto de motel, e um dia após sua morte mandou um e-mail de despedida (com data programada) para os pais, amigos e polícia avisando de sua morte e localização.

Logo após várias cerimônias em memória de Meg, os Garcia pediram à Cody que ela fosse até a casa da Meg em Tacoma pegar suas coisas e trazer para a cidadezinha em Washington. Essa ida da Cody até Tacoma faz com que ela fique intrigada com a morte da amiga após ela ter acesso ao notebook de Meg e aos seus e-mails. Logo, ela inicia uma investigação que a levou a uma Meg que ela não conhecia, e ao verdadeiro motivo de sua morte e seus envolvidos.

Ao chegar à cidade em que Meg passou seus últimos dias, Cody conhece diversos amigos que Meg fez na cidade, mas um em especial chamou a atenção da Cody, o cantor e guitarrista bem McCallister. Eles se tornam muito próximos, da mesma forma que ele foi próximo da Meg, e acaba ajudando na investigação.

Esse foi um livro que me surpreendeu em diversas áreas, ao longo do livro a autora fala sobre perdão, em um determinado momento a Cody lembra-se de Colossenses 3:13 ‘ Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou’. E, além disso, trás um dado médico sobre o perdão,  que este reduz a pressão arterial, diminui a ansiedade e ameniza a depressão. Mas do que tudo a Cody precisava liberar o perdão para a amiga que primeiro foi morar distante dela e depois cometeu suicídio sem pensar em quem atingiria. A investigação sobre a morte da Meg não se tratava apenas de descobrir como ocorreu, mas de mostrar para a Cody que o fato delas terem se afastado não foi a causa da morte dela, não foi a Cody quem a matou psicologicamente.

Adquiri este livro porque gostei muito da autora Gayle Forman, ela trás uma escrita muito leve, neste livro em especial ela trouxe dados extras que deixam o livro mais conciso, além disso, ela conta o motivo de ter escrito sobre a Meg, ela se baseou em uma história verdadeira, apesar de ter inserido alguns personagens fictícios. O livro já tem os direitos negociados no cinema estou ansiosa para ver este filme sei que será tal emocionante quanto ‘Se eu ficar’.

Gostei muito da história, me emocionei, e li muito rápido porque os capítulos são curtos e tem um mistério que não faz a gente querer parar de ler.

Deixem no comentário se também já leram algum livro da autora.

Beijos





14 março 2017

[Devocional] A mensagem da Cruz.


Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz, no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.
João 16:33

Esse versículo está no contexto em que Jesus Cristo dá as últimas instruções aos seus discípulos antes da crucificação. Diariamente passamos por diversas situações que nos entristecem e nos levam a pensar por que daquilo. Mas, Cristo sabendo que viveríamos estes tipos de conflitos, nos deixou esse versículo e o Consolador, o Espírito Santo de Deus que nos ajuda e dá sabedoria.

Mas vamos falar da mensagem da Cruz, qual foi o maior presente e promessa que Cristo nos deu?

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, pois vou prepar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós também. João 14:1-3.

Nessa passagem Cristo deixa claramente que iria para o Pai, nos preparia lugar e voltaria para nos levar com ele. A salvação e a promessa da vida eterna é o maior presente que Deus para aqueles que creem Nele e guardam a Sua palavra. Logo, tudo de bom que vier a acontecer nas nossas vidas é só um acréscimo a aquilo de maravilhoso que já aconteceu.

Algumas pessoas ao observarem cristãos passando por situações difíceis se perguntam por que aquilo está acontecendo com eles, porém em nenhum momento Cristo disse que seus seguidores, seus filhos não viveriam situações difíceis, Ele não disse que seus filhos seriam milionários, teriam carros do ano ou qualquer outro tipo de riqueza material. Ele disse que teríamos aflições, porém deveríamos nos animar porque Cristo venceu o mundo.

Em João 15:16 Jesus Cristo diz aos apóstolos: 'Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vos conceda'. Jesus disse aos apóstolos que havia os escolhido para o ide do Senhor, que é alcançar almas e dar bons frutos para tudo o que pedissem em nome Dele fosse concedido.. Para alcançar almas o que é preciso? O dom espiritual de Deus que Ele nos concede pela graça através da oração. Então, mesmo eu sendo um cristão, e pedir um carro ao Senhor não quer dizer que Ele vai me dar, porque diz que tudo que eu pedir ao Senhor em nome de Jesus eu vou receber, não foi isso que Cristo disse. Cristo fala de dons espirituais para que a obra Dele seja feita. E mesmo que aparentemente eu não tenha um dom espiritual, através do meu testemunho de vida, como eu vivo diariamente é um instrumento para alcançar almas. 

O Senhor nos aconselha a primeiro buscar o reino Dele e a sua justiça e as demais coisas nos serão acrescentadas. ‘Mas buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas (Mateus 7:33). Deus é o nosso provedor, Ele dá tudo aquilo que precisamos e necessitamos de acordo com a vontade Dele. Porém, o que precisamos fazer é buscar primeiro a Deus, verdadeiramente, (pelo o que Ele é, pelo o que Ele fez por nós, Pelo amor que Ele tem por nós e que temos por Ele) porque nós o amamos e não porque queremos algo que Ele tem a nos oferecer. Porque como já foi dito, o maior presente já nos foi dado, a vida eterna.

Que o Espírito Santo de Deus nos dê sabedoria para que possamos distinguir aquilo que vem Dele ou não e que diariamente sejamos verdadeiramente gratos ao Senhor por tamanho amor, e possamos ser fiéis à Ele, buscando-o e sendo íntimos Dele porque o amamos e somos gratos pela Salvação.



06 março 2017

[Resenha] O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares





Título: O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares
Autor: Ransom Riggs
Editora: Leya

Resenha:
O livro conta a estória de Jacob, um adolescente que perdeu seu avô (Abe Portman) de forma brutal e misteriosa. Essa perda fez com que ele aparentemente tivesse problemas psicológicos porque na morte de seu avô coisas estranhas aconteceram e nem todas pessoas acreditaram.

O Abe havia participado da Segunda Guerra, e como todo avô, tinha diversas estórias para contar, porém estas não eram comuns, ele tinha fotografias de crianças que tinham poderes um tanto quanto peculiares.

O pai do Jacob tinha um sonho de escrever um dia, um livro que fizesse sucesso. Enquanto sua mãe apenas o criticava por seus projetos que sempre ficavam inacabados. Em meio a essa família conturbada, e com a morte do avô, o psicólogo do Jacob concordou que ele visitasse o lugar em que tanto o avô falava em suas estórias.

Quando Abe morreu ele deixou uma mensagem que sugeria que ele realmente visitasse a ilha em busca da verdade sobre as estórias que ele contava. Jacob foi à ilha com seu pai e lá encontrou as crianças peculiares e se envolveu em grandes aventuras.

O que me levou a comprar esse livro foi a editora ter lançado uma versão linda da capa, apesar disso, não comprei a versão bonita, pois era mais cara (risos). Quando iniciei a leitura achei super interessante o fato do avô do Jacob ter participado da Segunda Guerra e cheguei a achar que as estórias que o avô do Jacob contava era fantasia da mente dele, mas com o desenrolar da estória, percebi que não, realmente as crianças existiam.

O livro possui 11 capítulos, porém muito longos ao meu ver. Confesso que no meio do livro comecei a perder um pouco o interesse porque após Jacob chegar à ilha, e descobrir os fatos curiosos sobre ele mesmo e sobre Abe, não havia mais nada de muito interessante para descobrir, então eu quis mesmo chegar ao final porque não gosto de deixar livros pela metade.

Apesar desses pontos negativos de acordo com meu ponto de vista, é uma estória muito criativa, que mexe com nossa imaginação. As imagens no livro ajudam muito ao longo da leitura porque quando o autor descreve, nós até que imaginamos, porém, muito melhor é ver as fotos que ele descreve, gostei muito das imagens no livro.

Quando comprei o livro soube que foi lançado o filme, fiquei muito empolgada e ansiosa para assistir. Optei por escrever essa resenha sem assistir o filme para não deixar minha opinião sobre a estória ser corrompida. Desse parágrafo em diante serão comentários feitos após assistir o filme. XD

Como era de se esperar, o filme não se manteve totalmente fiel ao livro, apesar disso, é muito bom e indico para ser assistido após leitura do livro, porque talvez algumas partes podem não ser compreendidas. Logo abaixo, trailler do filme para vocês conferirem.




Beijos




Avalie